Pokémon Wannabe
Olá caro Usuário.
É com grande prazer que lhe damos Boas Vindas.
Fique a vontade para mexer por aí como quiser...
Nós queremos o melhor para você, usuário do Pokémon Wannabe.
Registre-se e Logue para compartilhar suas fanfics.
Atenciosamente.


Staff Wannabe!

Icy Heart

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Icy Heart

Postado por Plaat '~ em 1/6/2013, 13:47

{Adepto
avatar
Mensagens : 329
Data de inscrição : 14/04/2011
Localização : Não sei

Trainer Card
Pokémons Pokémons:
Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus:
Bolsa Bolsa:
Ver perfil do usuário
Oi gente. Poisé né aqui é a Plaat :p
Vim trazer uma história que eu tava escrevendo... Pretendo lançar um cap a cada vez que eu escrevo.
Não vou colocar personagens pois são muitos, mas se a minha mãe me emprestar a câmera eu tiro foto de uns desenhos que eu fiz dos personagens e posto.
Esse ficou pequeno, mais é só uma introdução.... Estou finalizando o cap 2 pra vcs entenderem essa bagaça.
So, Here we go!


------------------------------

“As vezes, eu penso que o fato de eu não me lembrar de certas coisas, é um mecanismo de defesa do meu cérebro, para não me fazer sofrer. E as vezes, eu acho que alguém apagou elas para eu não sofrer. E esse alguém deve me amar muito...”


- Capítulo 1
“Memórias”
Safiria


Eu sou Safiria, rainha de gelo de Eldoria.
Eu não me lembro de muita coisa de antes de vir pra cá, pra esse reino, pois eu morava no mundo dos humanos. A primeira memória, é de um dia frio. Eu era bem pequena, devia ter meses ( inclusive não sei como me lembro disso), eu estava num cesto de algo como cristal, com um manto bordado. Ao meu lado tinham pinheiros e mais pinheiros, com seus majestosos galhos cobertos de neve. Na minha frente, uma estrada deserta. Então, passou uma ambulância, e um pouco de neve repentinamente voou para o vidro do carro, forçando ele a virar. Assim que virou, o carro parou, uma porta abriu e saiu uma mulher. Era ruiva, tinha olhos verdes e bochechas grandes e coradas. Seus olhos vermelhos e inchados (talvez ela estivesse chorando) mostravam um sentimento dócil e materno. Ela abriu um pouco a boca, como se vasculhasse as palavras no fundo de seu ser, até que veio um homem alto e loiro, de olhos azuis belíssimos, como piscinas profundas, e a abraçou por trás. Ela ficou imóvel, e o homem veio e pegou meu cesto. Olhou para a esquerda e para direita, forçou a vista pela floresta de pinheiros, provavelmente procurando alguém. A moça parecia impaciente, me pegou do cesto e me balançou, cantando uma cantiga de ninar com uma voz dócil e angelical. Então, o homem abriu as portas da ambulância e a mulher entrou comigo, enrolando-me num cobertor e sentando na cama que lá havia. Percebi que o homem estava de uniforme, então devia ser médico. Eu adormeci.
A segunda lembrança era num dia frio, como de costume naquela terra. Eu devia ter uns sete ou seis anos, e fomos fazer bonecos de neve. O homem, agora meu pai, e a moça, agora minha mãe, falaram para eu ir procurar um bom lugar para o boneco. Eu e meu cachorro (sim, eu tinha um!) fomos andar, até que uma brisa bateu. Eu olhei pra trás e tinha um portão que parecia de gelo. Algo me dizia para ir, e eu fui andando, passo por passo. Lembro de ter ouvido meus pais gritando algo, mais era tarde demais. As portas do portão abriram, e eu cai. Enquanto caia, virei e vi meus pais gritando. Estendi minha mãozinha, numa falha tentativa de me agarrar em algo. Então eu bati em algo e desmaiei.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Icy Heart

Postado por Plaat '~ em 1/6/2013, 14:24

{Adepto
avatar
Mensagens : 329
Data de inscrição : 14/04/2011
Localização : Não sei

Trainer Card
Pokémons Pokémons:
Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus:
Bolsa Bolsa:
Ver perfil do usuário
Aqui está o capítulo 2 '¬'

Capítulo 2
“A chegada”
Narrador

Ela abriu seus olhos delicadamente. “Como eu não morri?” ela pensava.
Ela tinha ido parar em Eldoria, um reino em outra dimensão. Uma multidão a cercava.
Falavam coisas como “Essa é a nossa nova rainha?”, “Que bonitinha!”, “ Ela parece assustada..”. E ela estava assustada. Quem não estaria? Ela caiu em um buraco, perdeu os pais e acordou em um lugar cheio de pessoas estranhas. Encarando esses fatos, a pequena caiu em prantos. Até que chegou uma mulher com cabelos castanhos presos em um coque justo. Abriu espaço na multidão e se ajoelhou na frente da pequena.
“Você está bem, querida?” Ela perguntou.
“Estou, mas... Quem é você?”
“Sou Marion. E você?” Perguntou a mulher, que também era a rainha do local, se levantando e estendendo a mão á miúda.
“Eu... Não lembro meu nome...” Disse, pegando na mão da linda mulher.
“Seu antigo nome não importa mais. Seu novo nome é Safiria. Venha comigo.” Disse ela, puxando a agora Safiria pela mão. A caminhada não demorou mais de cinco minutos, e elas chegaram em um lindo castelo, de chão e acabamento em mármore e paredes de marfim. Elas subiram uma escada e chegaram a um quarto coberto de cortinas, com um tapete, um guarda-roupa, uma cristaleira e uma cama de casal.
“Esse é seu quarto.” Falou a bondosa rainha.
Safiria olhou pra ela como se dissesse “Meu?” e a rainha apenas assentiu com a cabeça.
Ela fez um sinal com as mãos e duas criadas chegaram.
“Banhe Safiria e vista-a com um de seus vestidos.” Disse a rainha.
Após o banho, as criadas levaram Safiria ao salão principal, onde estava a rainha e mais três crianças: Karin, princesa da água, que tinha cabelos azuis escuros (assim como seus olhos que iam até o ombro, e um vestido justo, que valorizava seu corpo magro, apesar de assim como todos ali (não incluindo a rainha) ter apenas sete anos, Magno, príncipe do fogo, que tinha cabelos loiro-queimados (diferente do tom loiro platinado de Safiria) e olhos cor de âmbar, e usava um terno preto com um broche de flama, Rorin, príncipe da terra, que tinha cabelos castanhos e olhos verde-oliva, e usava um terno preto e abotoaduras de folha e finalmente Safiria, com seus cabelos loiro-platinados passando dos ombros, olhos azuis claros como o céu e um vestido prateado estufado na saia. Todos eram de alta linhagem, e estavam aí pois a rainha explicaria a missão da vida deles.
“Pois bem, meus pequenos.” Começou a rainha “Vim aqui explicar por que vocês estão aqui hoje. “
Todos estavam atentos as suas palavras.
“Vocês, Karin, filha de Neris, Magno, filho de Titânio, Rorin filho de Lye e Safiria filha de Kaylia, estão aqui para serem os próximos de sua linhagem real, pois quando os reis se vão, seus herdeiros assumem.”
“Quem é Kaylia?” Pensou Safiria.
Mas seus pensamentos foram interrompidos pela fala da rainha Marion.
“Vocês irão treinar para dominar a arte de seus elementos, e aí estarão prontos. O treinamento começa amanhã. Vou me retirar, e o jantar de vocês será servido em breve. “
Ela disse, e foi. Com a tensão quebrada, as crianças relaxaram, menos Safiria, que parecia apavorada. Karin tinha o poder de sentir isso, era como um dom, então foi até ela e pegou suas mãos.
“Ei, vai dar tudo certo!” E sorriu docemente. Safiria retribuiu o sorriso.
Pelo jeito, aqui começa uma grande amizade...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:a
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
.