Pokémon Wannabe
Olá caro Usuário.
É com grande prazer que lhe damos Boas Vindas.
Fique a vontade para mexer por aí como quiser...
Nós queremos o melhor para você, usuário do Pokémon Wannabe.
Registre-se e Logue para compartilhar suas fanfics.
Atenciosamente.


Staff Wannabe!

Devil May Cry - Cursed Heritage

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Devil May Cry - Cursed Heritage

Postado por GasaiLucy em 9/12/2012, 14:49

{Iniciante
avatar
Iniciante
Mensagens : 138
Data de inscrição : 28/03/2011
Idade : 17
Localização : Ixii tio,sei não '-'

Trainer Card
Pokémons Pokémons:
Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus:
Bolsa Bolsa:
Ver perfil do usuário
DEVIL
MAY
CRY

Cursed Heritage


"Entre gerações uma arca que selava o mal foi passada entre o legado dos líderes de cada geração da família. Reza a lenda que aquele de coração negro, que consumir as 1.000 almas demoníacas seladas nesta caixa, transcritos no contrato de Beelzebub, se tornará o mais sanguinário guerreiro reconhecido nos sete pilares do sub-mundo... Ghost of Sparda". Efim! Retorno com mais uma nova ficção sobre Devil May Cry, para aqueles que leram as edições anteriores digo que esta saga é uma história que se passa antes da Saga das Cinco Torres, pra quem leu sorte, pra que não leu azar. Espero que aprovem! .


Última edição por GasaiLucy em 10/12/2012, 17:48, editado 4 vez(es)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Devil May Cry - Cursed Heritage

Postado por GasaiLucy em 10/12/2012, 00:27

{Iniciante
avatar
Iniciante
Mensagens : 138
Data de inscrição : 28/03/2011
Idade : 17
Localização : Ixii tio,sei não '-'

Trainer Card
Pokémons Pokémons:
Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus:
Bolsa Bolsa:
Ver perfil do usuário
episódio 1:
Numa cidade relativamente pequena em algum ponto do Japão uma garota descansava em sua recém – formada loja.
- Sim,Devil May Cry foi um belo nome Willian! - Dizia a garota a seu mordomo despreocupado.
- É claro senhorita Gasai...
O som do sino da porta anunciava que alguém havia chegado a loja.
- Olá,senhor,em que podemos ajudar? – Dizia Willian sorridente.
A garota analisava o homem,um grande casaco preto com um chapéu social de forma que não podia – se ver seus olhos.
- Aqui é o local onde se aceitam qualquer tipo de trabalho?É a Devil May Cry não?
Willian acenou como um sim.
- Algum trabalho a nos oferecer senhor? – Perguntou a garota sem muito interesse.
Enquanto o homem ia tirando algo do casaco a garota olhava desconfiada.Até que viu uma caixa,bonita,pequena,como uma caixinha de musica feita com algum material similar a ferro,realmente em feita.
- Isto,preciso que guarde isto. – Falou com certo receio.
A garota sorriu de canto,um sorriso bem irônico na verdade.
- E por que precisa tanto que guardemos isto?Porque não bota em alguma gaveta em casa? – Disse em tom debochado.
- Pagarei bem! – Rebateu o homem rapidamente.
Willian olhou para os dois alternadamente.
- Muito bem,cuidarei da caixa,mas quero o dinheiro agora! – Disse a garota.
O homem pôs a caixa sobre a mesa.
- Metade agora,metade depois!
Gasai assentiu rapidamente,logo,o homem colocou 5 mil yens em cima da caixinha e saiu.
- Ele não nos disse quando iria voltar não é? – Willian disse.
- Quem liga?Ele me deu 5 mil! – respondeu Gasai.
A garota pegou o dinheiro e saiu,voltou apenas a noite e nem mesmo tocou a caixa,foi direto dormir.
Passaram - se os dias,uma semana para ser exata.A garota nem tocou a caixa,mas,naquele dia ensolarado onde,a mesma,sentada no sofá,via televisão;Aquela caixa começou a incomodar,parecia uma inofensiva caixinha de musica,mas,por que aquele homem pediu para que a guardassem?Suspeito.
A garota começou a analisar a caixa,tão bem feita.Tocou o fecho afim de abrir a caixa,sentiu como se toda sua energia fosse sugada,empurrou a caixa rapidamente em resposta.
- Droga! – resmungou.
Neste instante o mordomo chegou :
- Aconteceu alguma coisa senhorita Gasai?
A garota movia a mão abrindo - a e fechando - a voltando a sentir os movimentos.
- Essa maldita caixa,era como se ela sugasse toda a minha energia!
Willian a olhou como se fosse uma criança que tivesse visto uma sombra e achado que a mesma era um fantasma.
- Ora,senhorita Gasai,não deve ser nada!
A garota o olhou com raiva :
- Eu sei o que eu senti,droga!
Willian sorriu brincalhão e pegou a caixa colocando – a em cima da mesa.
- Viu?Não ah nada!
Gasai não entendeu,mas deixou,devia ser apenas impressão.
Mais alguns dias se passaram,nada daquele homem aparecer,a situação estava ficando incomoda.Gasai continuava observando a caixa desconfiada,o que ela tinha demais?
- Willian,acha que aquele homem voltará? – Perguntou sem se importar.
Willian a olhou meio surpreso.
- Não sei,mas não você quem disse que não importava? – respondeu brincalhão.
A garota levantou do sofá foi em direção a caixa a pegou na mão para guarda - la e teve a mesma sensação só que mais forte,como se toda a energia do seu corpo fosse sugada pela caixa.Soltou deixando - a cair no chão.
- Mas que diabos? – Disse indignada.
Caiu de joelhos sem forças,logo aparada por seu mordomo.
- Tudo bem senhorita Gasai? – o mordomo parecia preocupado.
A mesma fuzilava a caixinha com os olhos.
- O que é esta coisa?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Devil May Cry - Cursed Heritage

Postado por Yuuki Rito em 10/12/2012, 00:47

{Membro
avatar
Membro
Mensagens : 8
Data de inscrição : 06/12/2012
Idade : 22
Localização : Na minha cama dormindo.

Trainer Card
Pokémons Pokémons:
Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus:
Bolsa Bolsa:
Ver perfil do usuário
Maneiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Devil May Cry - Cursed Heritage

Postado por GasaiLucy em 10/12/2012, 21:13

{Iniciante
avatar
Iniciante
Mensagens : 138
Data de inscrição : 28/03/2011
Idade : 17
Localização : Ixii tio,sei não '-'

Trainer Card
Pokémons Pokémons:
Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus:
Bolsa Bolsa:
Ver perfil do usuário
Epi 2:
Gasai e Willian analisavam a caixa jogada no chão.
- O que aconteceu senhorita Gasai? – Perguntou o mordomo preocupado
A garota observava a caixa.
- Por que ela não faz efeito nenhum em você? – Indagou
Willian caminhou até a caixinha e a pegou com as mãos.
- Não faz mesmo,nenhum efeito...a senhorita não estaria imaginando coisas?
Gasai o encarou com raiva,fazia um certo bico enquanto cerrava os olhos fazendo a mesma parecer uma criança.
- Não acho que seja isso! – Disse se acalmando – O que é essa caixa?Parece tão inofensiva mas...
Willian girou a caixa em mãos e anunciou :
- Vou pesquisar sobre esta caixinha...Descanse,até parece que todas as suas energias foram sugadas! – O mordomo disse irônico.
A garota Bufou,se arrastou até o sofá e dormiu.Enquanto Gasai dormia seu mordomo fazia seu trabalho.
Passaram - se 3 horas enquanto a garota dormia,até que o mordomo terminou sua pesquisa.
- Senhorita Gasai,acorde!Eu achei! – Dizia de forma gentil enquanto tentava acorda - la.
A garota acordou preguiçosa,sentou - se e esperou a explicação de seu mordomo.
- Diz a lenda que esta caixa é como uma prisão – O mordomo mostrou uma foto da caixa que estava sobre a mesa só que uma foto bem antiga – uma prisão para demônios,é mais ou menos como a caixa de pandora,os piores demônios estariam guardados na caixa e se qualquer demônio toca - la será automaticamente sugado para dentro da caixa.Tem algumas outras informações,não muito relevantes...
A garota ouviu tudo atentamente.
- Isso explica tudo... – Gasai disse séria.
A garota se levantou indo em direção a uma porta ao lado da escrivaninha.
- Vou tomar um banho,depois,cuidarei disso. – Dizia enquanto abaixava o capus expondo seus cabelos estranhamente rosados – Arrume este lugar que esta uma bagunça! – Ordenou entrando no banheiro.
~ Algum tempo depois ~
A garota saia do banheiro já vestida,calça preta,All Star cano médio,uma camisa preta com detalhes rosados e a blusa com o capus cobrindo suas madeixas.
- Vejo que esta preparada para sair – Disse Willian.
Gasai o encarou séria.
- Vou esfriar a cabeça.
Willian a encarou e sorriu,sabia bem o que aquilo queria dizer e não ousava atrapalhar.Gasai andou até a porta,pegou a capa de violão que estava ao lado e saiu.
Andou pelas ruas da cidade sem dizer uma única palavra,as pessoas abriam caminho para ela e cochichavam coisas maldosas quando ela passava.Continuou andando até fora da cidade,seguiu por uma trilha até uma clareira,já estava anoitecendo.
- Aquilo logo virá... – se escorou em uma arvore e esperou.Meia hora depois se pôs em alerta,tinha sentido uma presença estranha.
Segundos depois o chão tremeu,um enorme monstro surgiu,horrendo,não existem palavras para descrever a aparência daquilo.
- Então é você que esta causando problemas? – Disse irônica.
O monstro rugiu de forma ameaçadora e tentou pisar na garota que desviou como se já estivesse acostumada.
- Hahaha – Gasai riu alto – Que apressadinho!
Gasai abriu o zíper da capa de violão e de lá tirou uma espada[Intromissão da Autora : sim meus caros,uma espada u.u]belíssima,a lamina era preta e reluzente o cabo era como ossos com um crânio em cima.A segurou com as duas mãos e sorriu.
O monstro tentou pisa - la novamente,a garota cortou o pé da criatura que recuou.
Com o sangue do monstro escorrendo,Gasai pulou em direção a criatura fazendo um corte profundo em seu peito.Sorriu indo até o chão,a criatura tentou ataca - la de todas as formas.Socos,chutes,pontapés e outros, a garota apenas desviava.Entre os ataques ela pulou em cima da criatura e cortou um de seus braços fazendo - o sair do resto do corpo e despencar sobre o chão.
A criatura cambaleou,Gasai viu ali uma oportunidade para atacar.Cortou o pé direito do monstro fazendo ele cair,subiu em cima dele e fincou sua espada na perna restante,arrastou ela por todo o corpo da criatura fazendo a mesma urrar de dor,fez mais um corte profundo no peito do monstro e chegou a cabeça,arrancou um dos olhos apenas por diversão e ouviu a criatura rugir pela dor que a garota a causou.
- Vamos acabar com isso! – Disse sorrindo.
Finalmente fincou a espada,antes preta,agora vermelha reluzindo a luz da lua,no meio da cabeça do monstro acabando com sua agonia,um ultimo rugido e acabou.
- Só isso?Que fraco...
A garota saiu de cima da criatura,guardou a espada de volta na capa e foi indo embora,atrás de si o monstro ia se desintegrando,sem deixar rastros.
Gasai olhava a lua com uma expressão indecifrável.
- * Esta sou eu.Gasai Lucy,a caçadora de demônios,essa é minha história,é isso que eu faço...mas,isso é o bastante pra mim? *

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Devil May Cry - Cursed Heritage

Postado por GasaiLucy em 21/2/2013, 20:02

{Iniciante
avatar
Iniciante
Mensagens : 138
Data de inscrição : 28/03/2011
Idade : 17
Localização : Ixii tio,sei não '-'

Trainer Card
Pokémons Pokémons:
Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus:
Bolsa Bolsa:
Ver perfil do usuário
Episódio 3:
Vários dias se passaram e o dono da caixa não voltou. Gasai ficava imaginando o porquê, talvez, ele quisesse se livrar da caixa e achar outra pessoa para cuidar dela, era uma caixa para aprisionar demônios no final... Mas, por que ele tinha a caixa? Por que a escolheu para cuidar? Uma coincidência, pouco provável.
- Nada disso importa, apenas não posso tocar na caixa – falava a si mesma perdida em seus pensamentos sentada no sofá marrom presente na sala.
O sino anunciava que alguém entrava, Gasai se surpreendeu, esticou o pescoço, seus olhos procuravam pelo homem que a deixou a caixa. Ao invés disso encontrou uma face nervosa de um velho já conhecido:
- Ronald? O que você... – Ronald era um velho senhor que aparentava 72 anos, barba branca, forte, tinha uma banca de frutas na cidade.
Antes de Gasai pensar no que ele estava fazendo ali o homem pulou em seu pescoço gritando coisas que não faziam sentido:
- Desgraçada! Porque fez isso?
- Hein? Por que está tão irritado? Tudo isso por que eu te devo 500 yens? – Gasai disse meio debochada.
- 500 yens? Sua sínica louca! Você destruiu minha banca!
Aquilo não fazia sentido nenhum, Gasai ficou em casa durante o dia inteiro, e ela não destruiria uma barraca de um velho inútil! Não tinha motivos pra isso...
- Eu? Eu fiquei aqui o dia inteiro! Velho você esta imaginando coisas!
O Senhor apenas ficava mais e mais irritado, gritando e a sacodindo dizendo que ela tinha destruído sua barraca e ia ter de pagar!
- Me solte! Eu não destruí a porcaria da sua banca! Foi outra pessoa! – Protestava Gasai com raiva no rosto.
O homem a soltou ainda gritando :
- Ora mas nem vem com essa! Você riu na minha cara!
A história ficava cada vez mais confusa para a moça.
- Eu? Eu já disse! Eu não sai de casa o dia inteiro hoje!
Ronald esticou o braço afim de bater na moça. Antes de seu punho chegar nela o mordomo interviu.
- Me desculpe senhor, acho que essa não é a melhor opção para você agora, nós pagaremos os estragos em sua banca, acalme-se e vá!
Ronald se retirou ainda irritado. Gasai olhou para seu mordomo e riu:
- Ficou com medo de eu mata-lo?
- Preferia não arriscar! – O mordomo sorriu.
Gasai continuava com uma duvida então resolveu sair para investigar, afinal, Ronald era um homem um tanto calmo, não faria tudo aquilo por nada certo?
Enquanto ia andando pela cidade Gasai percebia que as pessoas a olhavam com medo, algumas com raiva. Isso estava ficando cada vez mais estranho.
Ela não tinha saído de casa certo? Certo! Ela não tinha destruído nada certo? Certo! Era normal que as pessoas a olhassem estranho pelo seu trabalho mas...Aquilo estava estranho demais!!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Devil May Cry - Cursed Heritage

Postado por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado
{

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:a
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
.