Pokémon Wannabe
Olá caro Usuário.
É com grande prazer que lhe damos Boas Vindas.
Fique a vontade para mexer por aí como quiser...
Nós queremos o melhor para você, usuário do Pokémon Wannabe.
Registre-se e Logue para compartilhar suas fanfics.
Atenciosamente.


Staff Wannabe!

~~> Base do Grunt Mikejvs <~

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

~~> Base do Grunt Mikejvs <~

Postado por Yatogami em 18/11/2012, 00:10

{Administrador
avatar
Administrador
Mensagens : 2337
Data de inscrição : 02/04/2011
Idade : 17
Localização : Mar.

Trainer Card
Pokémons Pokémons:
Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus:
Bolsa Bolsa:
Ver perfil do usuário http://pokemassa.forumeiros.com/forum
Agente Mikejvs.



Bem vindo à Equipe Magma, aqui você fará as missões do Nível 1. Quem passará suas missões será o Líder ou o Sub, mais ninguém. Espero que tenha lido as regras tanto do fórum, das equipes e da Magma.

Agora vamos dar uma olhada na sua missão Número: 2/5


Missão:


- Socorro, Socorro! - foi o que recebi de um integrante da Polícia. Como você deve saber a Polícia é uma forte aliada da Magma e o agente Pid foi raptada pela Plasma.
Como ele já foi meu filho, preciso que você resgate-a e a leve de volta para a polícia.
- Mas por que você mesmo não resgata ele? É uma boa pergunta, mas como sou o líder da equipe não posso me envolver diretamente com os membros das outras.

O que você tem em seu caixa?
Caixa:
Dinheiro: 10 Mil
M$: 10

~ Itens ~
- Nada.

Vejamos as regras para essa missão...:
Número Mínimo de Linhas: 20

Batalha: Sim

Prazo: 15 Dias.

Os pokémons que poderá usar:



Última edição por Cabeça de Alga em 25/12/2012, 21:28, editado 2 vez(es)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ~~> Base do Grunt Mikejvs <~

Postado por 泉 Mikejvs em 24/12/2012, 07:12

{Membro
avatar
Membro
Mensagens : 25
Data de inscrição : 22/03/2011
Idade : 21
Localização : http://pokemonwannabe.forumeiros.org/t5309-base-do-grunt-mikejvs

Trainer Card
Pokémons Pokémons:
Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus:
Bolsa Bolsa:
Ver perfil do usuário
Missão I
Um vulcão móvel?!
A Base Magma nada discreta!
------------Versão Brasileira Herbert Richards

Parte 1 - A enrolação normal de toda a primeira missão para que conheçam o protagonista melhor!:
Alguns dias após minha reentrada à Magma, minha base foi rapidamente providenciada à mando de seu próprio líder, e eu estava lá visitando-a pela primeira vez. Logo que entro, procuro pelo básico de meu "cafofo", pois um dos motivos de eu ter voltado para a Magma é que minhas férias chegaram ao seu limite, já estava ficando com pouca verba financeira e logo não teria um lugar para morar.
Uniforme? Lá estava ele, conforme o desejado, uma jaqueta da Magma vermelha, com seu M em vulcões brancos em suas costas, dando enfase ao meu verdadeiro objetivo como um Magma, o Entei!
Veículo? Já estava pedindo demais não é? Mas ele não se esqueceu de ao menos me fornecer um computador e um Pokétech equipado com Xtransceiver! Realmente, não esperava melhor, e sim o contrário!

E claro, minha Pokébola, meu mais novo companheiro:

-Então recomeçarei do zero é? He, nada é tão ruim que não possa superar, apesar de eu ter gostado deste brinquedinho!
Agora, meu novo companheiro, Growlithe, venha!


Eu arremesso a Pokébola para cima e ela rapidamente se abre.

~Grooow! Lithe! Lithe!

-Yo amiguinha! Prazer em conhecer-la, meu nome é Ricardo, Mikejvs para os menos próximos, Mike para aqueles que me apelidam... Esta base agora é nossa casa, sinta-se a vontade!

Me aproximo para lhe fazer carinho, mas logo sou rejeitado com um "Grrrr"

-Ninguém esta te impedindo de ser livre também.

Growlithe me observa, tentando compreender o que eu quis dizer

-Esta minha base, é bem próxima a mata fechada, e aqui é uma região de pokémons grama, insetos, normais entre outros. Comida não lhe falta como Pokémon selvagem. Não vou lhe obrigar caso não me queira como treinador, eu me viro... Mas, caso queira, isto torna esta sua casa assim como é a minha... E também...

Meu novo relógio vibra em meu pulso, quando acendo o led da tela, um M negro em tela vemelha aparece.

~Relógio Maneiro:
Aviso:
Suas missões serão passadas por este aparelho uma unica vez, lembre-se de memorizar-las. Caso queira anotar, tenha certeza que oque lhe for informado não deve ser encontrado por ninguém. Caso tenha recebido esta mensagem, você esta pronto para sua primeira missão, Pressione o Brasão para confirmar.


-He, acho que ter avisado que estaria aqui hoje não foi uma boa ideia... Não, tenho que trabalhar! Preciso de dinheiro!

~*Click

~Relógio Maneiro agora com uma outra voz, que se não conhecesse o Rafael, nem imaginaria que era ele graças à distorção da voz:
-Como sua primeira missão, quero que pegue munições e suprimentos para sua base, que quase sempre será ocupada por você. Lembre-se vários Rocket estão começando a saber onde fica sua base, por tanto tome cuidado com eles.


-Como assim estão começando a saber?!

PS: Os suprimentos ficarão no Vulcão da Magma, que sempre fica mudando de lugar para ninguém o invadir, mas todos os membros tem a localização dele.

-Isso não me responde! Perai, pegar suprimentos?

Eu corro para tudo que é canto, equipamentos, medicamentos, transporte (apesar de já ter notado), eu juro, eu até procurei o que não devia ter! A "pá do cachorro"!
Mas o mais importante! Me desesperei no momento que eu abri a geladeira!


-CADÊ! A! MINHA! COMIDA!? Isso não se torna uma missão, e sim um ato de sobrevivência! Vou descobrir onde é sacoisa agora!

Vasculho minha poketech inteira, e quando acho, me senti confuso...
Foi marcado não um local, mas sim uma área no meu mapa!


-Raciocina cara... Isso quer dizer que a base esta em algum lugar senta área... Vulcão da Magma? Não me lembro dele mudar de lugar, então como...
É um absurdo... E ao mesmo tempo genial! E não tem como estar em uma localização exata ao menos que ele se fixe em algo! Nem quero saber como isto funciona, só quero saber da minha geladeira!


Eu guardo minha Pokébola no cinto, ponho minhas luvas e jogo minha jaqueta por cima do ombro.
Na porta da base, estava Growlithe, parada olhando ao horizonte.


-Tsc... Continuando o que eu estava falando... Comida de graça, teto para dormir, cama quentinha, banho quente, amor de dono em troca de trabalho duro e treinamento para ficar mais forte! Na minha opinião é você que sai ganhando! E ai? Vamos para a nossa primeira missão?

Growlithe rapidamente pula em mim.

-Ha, com esta atitude acho que vamos nos dar bem, volte!
Parte 2 - MAIS ENRROLAÇÃO õ/ Estou fazendo minhas missões uma Fan Fic! =D:
Um tempo depois...

Motorista do Taxi:
-R$430,00

Eu:
-Mas que roubo! Nem andamos tanto assim! Pensei que Taxi como o seus fossem mais baratos com transportes longos!

Motorista de Taxi:
-He, e somos! R$430,00!

Eu:
-Hmmm... Aceita cartão?

Motorista de Taxi:
-Imaginei, normalmente quem não...

Eu sai correndo no momento que ele virou para pegar a maquinhinha! Nem olhei para trás! La tinha uma turma de turistas que ia fazer uma trilha na região, e eu logo me misturo, brincando com um chapéu de um velhinho e se escondendo atrás de uma gordinha! Ele passou reto pelo grupo!

-Tudo por um bem maior, que Deus lhe pague o que devo pois eu estou duro!

Velhinho:
-Como é bom ser jovem! Eu me lembro da época que fugia das coisas assim! Eu era tão energético! E tinha uma namorada linda!

Eu:
-Do que você fugia?

Velhinho:
-Do vizinho...

Eu:
-... ... Aaaaah! Entendi! MALANDRÃÃÃO! Chamou o vizinho de tu-fão!

Velhinho:
- Aloka!

Eu:
-Aloka?! LOOOL! Ta por dentro das gíria em!

(Esta conversa foi baseada em fatos que me ocorreram pessoalmente com um velhinho,
a com o taxisista é fictício, não façam isto! É ERRADO!
Mesmo que você vá para a cadeia! Pague sua divida!)


Enrolando bastante com o velhinho, andei a trilha como se tivesse pago a excursão até o momento que notei um sacerdote de vestimenta vermelha e branca sentado sobre um Claydol e envolto sobre três Baltoy

-Hmmm, não imaginei que teria um templo por aqui...

Monitor da trilha:
-Na verdade estou surpreso também! Existia um aqui, mas achei que tinha apenas uma senhora cuidando do lugar e suas duas filhas, não soube de nenhum homem. Deve ser um novato, já que é jovem.

Eu:
-Ah é? Hmmm, bom saber, sacerdote novato em um templo onde só há mulheres não é? É realmente difícil de encontrar um homem querendo entrar neste templo...

Monitor da trilha:
-Como assim? Acha que ele esta lá por...

Eu:
-Em busca de uma iluminação e ser um mensageiro de Deus não é assim? Devo informar que eu não paguei a trilha?

O monitor da trilha me olhou com uma cara de surpresa e logo mudou para uma expressão zangada...

-Já to saindo... É ainda o começo da trilha, não dá nada! Tenham uma boa vista!

"Quem era aquele cara" "Que folgado" "Louco" Varias falas referentes a mim vieram de repente, e eu quase não contenho o riso... Me dirijo ao sacerdote e puxo uma conversinha.

-Não imaginei que existiria sacerdotes nesta região, soube que eram apenas sacerdotisas...

Sacerdote:
-A busca pela iluminação não tem sexo ou gênero

Eu:
-Sabe, eu gostaria muito de receber uma palavra de sabedoria, com uma certa duvida que me aflige...

Sacerdote:
-Por quê não me faz esta pergunta para que eu lhe possa dar uma luz?

Eu:
-Foi-me dito que, com iluminação interior eu poderia ultrapassar obstáculos em minha vida, com a fé poderia mover montanhas... Será que eu também poderia mover um vulcão com ela?

Eu uso meu relógio com a função adicionar contato especifico para outros Magmas, o que pareceu ser útil para identificações na mesma hora, pois eu ouvi algo nele vibrar.

Sacerdote:
-Gostaria de meditar um pouco em cima dele?

Eu:
-Erm... E isso ajuda?

Sacerdote:
-É uma forma muito útil de se... Alcançar o esclarecimento...

Eu:
-Erm... Claro! Porque não tentar... Só uma meditadazinha neh?

Eu troco de lugar com ele, e me sento me apoiando no "chifre" dele

Sacerdote:
-Não vai cair enquanto medita!

Eu:
-Não estou gostando disto...

Sacerdote:
-O resto é com vocês...

Os Baltoys me rodearam fazendo um triangulo e houve um momento de silencio, um silencio acompanhando com um sorriso sínico do suposto sacerdote que chegava a me perturbar até o momento do Claydol começar a levitar também! Eu segurei firme e por um instante fechei os olhos... Senti um frio na espinha repentino e de repente o frio se alastrou para todo o corpo, como se estivesse ventando...

Parte 3 - Hora de ganhar notinha:


Naquele momento ouço uma voz, a voz de uma enfermeira Joy rindo!

Enfermeira Joy:
-Esta tudo bem, já passou, "risos".

Eu:
-Nem precisa mentir, se tem uma enfermeira aqui é porque a sanidade de alguns durante o processo fica perturbada!

Enfermeira Joy:
- Então quer dizer está tudo bem?

Eu:
-Eu acabei de entrar em uma base dentro do manto terrestre superior e estou me sentindo como se fosse virar churrasquinho a qualquer momento, ou seja, sou um paciente, não esta nada bem, faça seu trabalho e cuide de mim!

Enfermeira Joy:
-"risos" Pode deixar.

Eu:
-Conto com você :sei: enfermeira...
a base Vulcão da Magma! Como funciona?:
Entendimento rápido! A Equipe Magma contém não só um fanatismo por Pokémons de fogo como também um vasto conhecimento sobre Pokémons tipo Noturno, Pedra e Terrestre!

A terra é dividida em certas camadas, e um vulcão é uma conexão direta de duas delas, a crosta terrestre e o manto superior que é composto de Magma.
A ironia do nome Vulcão da Magma quer dizer que a base está sob a terra, dentro deste manto!
Claro que esta base também tem seu lado ruim... Caso ela imergisse, o

[CENSURADO]
Se eu disser me expulsam da Magma, informação confidencial...



Claydol e sua pré evolução Baltoy são Pokémons tipo terra e psíquico! Que, graças a isso, conseguem com mais facilidade encontrar a base sob a crosta, principalmente se lá houver outros como eles, e quanto mais deles em sintonia, melhor. E Claydol possui a habilidade teleporte, que seria o meio mais fácil e aparentemente o único de entrar e sair da base!

Mas como a base não derrete no manto?

Foi provado que Charizards possuem uma escama extremamente resistente ao calor, e que Charizards podiam mergulhar por um longo período em um vulcão. O primeiro a fazer esta descoberta foi Ash Ketchum da cidade de Pallet, em uma batalha contra o líder de Ginásio de Cinnabar, Blaine, e seu Magmar que possui uma resistência ainda maior, porém isso é graças ao seu organismo por inteiro, enquanto a resistência de Charizard vem apenas de suas escamas.

As paredes da base são revestidas dessas escamas reaproveitadas.
Antes que os Charizards do Vale Charisífico fosse a um cemitério Pokémon, a Magma havia coletado deles suas escamas, e então revestiu as paredes na base com o tempo, até que, depois de pronta, pode ser mergulhada no manto em pleno segredo, só que claro, algo assim não se pode manter em segredo tão facilmente.

É de conhecimento de muitas equipes, principalmente nossas rivais que existe tal base e cálculos permitiam ter em média o local da base, que, de certa forma, esta regra nos aplicava também. Já que o manto e a crosta terrestre impedia qualquer tipo de sinal feito pelo homem saindo de nossa base, oque permitia que apenas Pokémons psíquicos pudessem à encontrar com exatidão.
Parte 3 - Hora de ganhar notinha! (Continuação):
Escorado na enfermeira, fui em direção até a recepção onde encontro uma moça fazendo o trabalho de três! Aquilo realmente me surpreendeu, a eficiência dela era tão boa que mesmo trabalhando ela conversava com as pessoas que atendia e até mesmo fazia piadas. Uma concentração admirável.

-Com licença, é minha primeira vez nesta base, estou aqui para buscar suprimentos para minha nova base... Supostamente esta é minha primeira missão.

Secretária:
- A, claro, assim que você parar de se aproveitar da enfermeira uma assistente irá lhe mostrar o caminho, posso ver sua identificação?

Enfermeira:
-Você esta se aproveitando de mim?

Eu:
-Não não, que isso, eu só estou um pouco perturbado, sou meio esquizofrênico...

Enfermeira:
-Mas você falou que estava se sentindo mal por estar dentro do manto.

Eu:
-Ééé, também... Pode me deixar aqui...

Secretária:
- Identificação...

Eu:
- A sim... Que identificação?

Enfermeira:
- Olha, se ainda não estiver se sentindo bem...

Secretária:
- O relógio contém seus dados, me passe eles via infravermelho neste aparelho e...

Eu:
- Não, estou tudo bem pode ir! Agradeço.

Secretária:
- Por favor, estou com pressa...

Eu:
- Desculpe, me passe pelo infravermelho e?

Enfermeira:
- Estou indo então.

Eu:
- Aqui está... Claro! Antes de ir vou agradecer melhor.

Secretária:
- Este segurança irá lhe mostrar o caminho.

Eu:
- Obrigado. (Cara, que confusão...)

Seguindo-o, ele me levou até uma ala onde alguns Magmas estavam presentes. Já era de se esperar, já que a dificuldade de retirar a carga seria a mesma de abastecer tal base. É preciso que os Magmas venham retirar a carga assim que ela chega, para que não haja trabalho de teleportar tudo para dentro, apenas para caso alguém não venha, eles os armazenam, isso explicaria o por que a base não ser muito grande. A base lembrava mais um hotel, afim de confortar seus membros e Pokémons enquanto esperam a carga. Mas ainda algo me intrigava:

- Porque os Rockets já fazem ideia da localização da minha base...

Membro Magma:
- Disse alguma coisa?

Eu:
- Eu estava apenas pensando alto... Quando recebi a missão de vir aqui buscar suprimentos, a mensagem que recebi em minha Pokétech é que a Rocket já estava monitorando minha localização...

Membro Magma:
- Missão? Nossa, você realmente leva seu trabalho a sério! Bom, deve ser porque sua base já existe a algum tempo... Você deveria pedir para que lhe relocassem, seria melhor para sua segurança.

Eu:
- Obrigado, vou pensar no assunto.

Comecei a maquinar sobre a frase do meu colega... Se a minha base é tão recente, como que a Rocket já teria conhecimento dela? Vazamento de informações ou a mais improvável das hipóteses é que o Rafael me deu uma base antiga, abandonada, e que a Rocket já teria conhecimento e poderia estar monitorando, mas creio que Rafael não seja tão desleixado, tenho confiança nele. Levar meu trabalho a sério? Aparentemente isto não é uma missão, então porque me foi dado como uma?

- Bingo! Preciso agir!

Parte 4 - A mensagem! A verdadeira missão posta a prova!:


Eu:
- Enfermeira Joy?

Enfermeira:
- Nossa, veio cedo. Precisa de...

Eu:
- Preciso saber como eu posso sair da base de maneira discreta e rápido.

Enfermeira:
- Aconteceu alguma coisa?

Eu:
- Quanto menos se envolver melhor para se focar no pedido que lhe farei.

Enfermeira:
- Como assim?

Eu:
- Depois de você me mostrar o caminho, você vai impedir qualquer entrada de outro membro Magma, permitindo apenas a saída de quem estiver aqui. E mais importante, quantas entradas e saídas esta base tem?

Enfermeira:
- Uma entrada e quatro saídas.

Eu:
- Me mande para a mais próxima da posição mais alta, de preferência que de visão à entrada.

Enfermeira:
- Não entendi direito, quem lhe deu esta ordem.

Eu:
- Ninguém em particular, mas uma coisa eu posso afirmar. A localização desta base foi comprometida!

Como imaginei, as saídas que ela se referia era uma sendo a mesma da entrada e três de emergência relativamente próximas, o que era melhor caso houvesse um evacuamento. Se alguém saísse ferido, o socorro logo estaria ali.
A posição que melhor se encaixava ao meu pedido era a lateral de uma montanha, próxima onde encontrei o sacerdote. O ponto estava com um Baltoy muito bem escondido, qualquer um que o visse pensaria ser selvagem e que estava no ambiente errado.
Dando a volta pela montanha no sentido horizontal, até que avistei o sacerdote.


Eu:
- Desculpe interromper sua meditação, mas preciso da sua ajuda.

Eu monitoro novamente os membros Magmas próximos, e encontro apenas um contato para meu aborrecimento. Significa que estávamos sozinhos, e que não tinha um único membro Magma se aproximando caso precisássemos de apoio.
Eu mando novamente um pedido de contato, uma vez que ele não havia-o aceitado. Ele rapidamente à recusa, então tive que fazer uma brincadeira torcendo com que ele o entendesse. Primeiro, mandei três pedido de contato de uma só vez, passado o tempo, mandei três com uns três segundos para cada uma.
O sacerdote estava parecendo irritado, e recusou todas, foi ai que mandei novamente três de uma vez. Ele parece ter entendido e aceito.

Começamos a mandar mensagens via rádio a partir de ali usando código Q para que a mensagem seja rápida.


Eu:
-QAP. (Permaneça na escuta)

Sacerdote:
-QRZ. (Quem me chama?)

Eu:
-Estou em busca do esclarecimento.

Ele logo se levanta, parecendo saber já quem era

Sacerdote:
-QRB. (Sua localização)

Eu:
-Cinco horas.

Sacerdote:
-QRU. (Tem algo para mim?)

Eu:
-A mesma mensagem que lhe passei agora, QSN. (Você entendeu? / Escutou-me?)

Sacerdote:
-QUF(Recebi a mensagem de perigo, SOS). Seria QRM?(Interferência de outra estação)

Eu:
-Exato,QRV, QRT, QAP.
(Por se tratar de uma mensagem de SOS dirigida a ele, nos referimos a outra equipe. O próximo código significa "estarei a sua disposição, pararei de transmitir/falar e continue na escuta")

Sacerdote:
-QSL. (Entendido)

Depois da rápida conversa, sorrateiramente subi a montanha. Já a um determinado ponto, eu mandei a Growlithe ir por mim. Por ser menor, era menos visível e chamativo, apesar de ser vermelho...
Avistando-o de longe, o Growlithe para de se movimentar por um momento e senta, isso afirma que ele sentiu um cheiro humano. Acostumado com comandos em alemão por ser mais discreto ao se falar baixo aos meus Pokémons, lhe dei a ordem "Such, Passaulf", que seria procure-o, mas fique alerta. Mais tarde, encontramos a equipe Rocket com seu uniforme negro entre as árvores.


Eu:
-Bingo. (Entro em contato com o Sacerdote)
QTH (Local da estação) Quatro horas... QRX, QSP, QTX.
(Aguarde sua vez de transmitir, retransmissão da mensagem para outra estação e sairei por tempo indeterminado. Em outras palavras, aguarde o momento de atacar e avise os outros membros da base, estarei sem falar por um tempo...

Sacerdote:
-QSL. (Entendido)

Eu:
Agora é esperar os suprimentos chegarem.

Parte 5 - Brincadeira de gato e rato:

Enfermeira:
- Ele me pediu para que não deixasse ninguém entrar, apenas sair.

Sacerdote:
- Eu falei agora pouco com ele, e soube que ele encontrou Rockets próximo a montanha mais próxima à sudeste. Podemos pegar-los por baixo do mesmo local que ele veio, ele pediu para que preparasse um ataque. Mas acho melhor manter alguns dentro da base.

Enfermeira:
- Só que os que temos são seis grunts e um agente, sem contar os quatro seguranças e o sargento da base.

Sacerdote:
- Mantenha o agente e dois grunts, prepare os outros para cá, mas estou preocupado.

Enfermeira:
- Realmente, ele esta se arriscando demais.

Sacerdote:
- Não é isso, não acha que são poucos Magmas para um dia de reabastecimento?

Enfermeira:
- Droga, estamos encurralados!

Sacerdote:
- Recolha todos os Baltoys e mantenha apenas aquele para o elemento surpresa, e ignore minha ultima ordem. MANDE TODOS!

Eu estava espreitando aos poucos os Rokets para poder contar-los

Eu:
- 4, 5, 6, 7... 1, 2, 3... Dez membros, três fazendo vigia... A unica rota de ataque é aonde estou...

Me afasto para fazer contato com o sacerdote.

- QSO (Tenho um comunicado)

Sacerdote:
- Ouvindo

Eu:
- São dez, três vigias, guiarei QTH. (Local da estação)

Sacerdote:
- Estamos quase.

Eu:
- QRS, vou buscar-los. (Manipule mais rápido, ou seja, depressa.)

Sacerdote:
- QSL (Entendido)

Voltando a contactar a enfermeira Joy

Sacerdote:
- Tudo pronto?

Enfermeira:
- Temos um problema, o Baltoy ao sul não esta se comunicando! Nosso Claydol não esta conseguindo buscar-lo! Acreditamos que ele foi pego.

Sacerdote:
- De que lado vira os suprimentos?

Enfermeira:
- Ele dará a volta pela montanha ao sudeste, ele passará pelos pontos sudeste e sul.

Sacerdote:
- Vazamento de informações, e de forma inteligente, o comboio vira de varias localizações diferentes como da ultima vez, e se pegassem um antecipadamente, os outros mudariam sua rota e iriamos marcar outra data.

Enfermeira:
- O Sargento da base e o Agente estão pensando em um plano, mas parece que eles não estão com muitas saídas.

Sacerdote:
- Eu tenho um, me contate com o Sargento.

Parte 6 - Protejam os suprimentos!:

Eu:
- Estou avistando alguns caminhões daqui de cima!

Agente:
- É agora ou nunca!

Rockets
- Magmas! Preparem-se para a encrenca!

Agente:
- Growlithes!

Os quatro seguranças alinhados, estavam com um Growlithe e logo a frente um Vulpix para cada um. Os Growlithes atacaram os Vulpix com lanças chamas e os mesmos absorveram o fogo

Agente:
- Agora! ENCRENCA EM DOBRO!

Os Vulpix disparam, e disparam uma chama extramente forte, que se encontram com os Rockets devorando tudo a sua frente.

Agente:
- He! Nem viram o que lhe atingiram!

Rocket:
- Mimic! E depois Confusion!
Rocket:
- Mimic! E Psyshock!

Pelo lado, dois Mr. Mime revidam com o lança chama com uma potencia similar levando os agentes. Mais tarde, um dos Mr. Mime ergue todos os pokémons, enquanto o outro os acerta no ar! Os Pokémons, eles voltaram às pokébolas, e alguns que não estavam tão feridos ficaram para proteger seus mestres!

Agente:
- Ora, parece que fui surpreendido! Dois contra um?

Rocket:
- Nada pessoal!

Agente:
- Ninetails! Torkoal! É hora do show!

Próximo dali.

Sacerdote:
- O Agente parece estar em apuros, mas esta indo bem.

Eu:
- Vamos fazer nossa parte também!

Eu e o Sacerdote estávamos montados em Claydols, enquanto estávamos rodeados por quatro Baltoys. Então começamos a levitar com a força psíquica dos Baltoys em direção ao sul.

Sargento:
- Podem vir! Estamos a sua espera!

O Sargento dá a ordem ao comboio para eles virem, prontos para a batalha.

Rocket:
- Agora! Ataquem o comboio!

Sargento:
- Avancem Grunts! Protejam e aguardem reforços! Detenham-los!

Grunt:
- É guerra!

Grunt:
- Acabem com a raça deles!

Sacerdote:
- Parece que a briga começou!

Eu:
- Encontrei!

Eu aponto um local com alguns furgões pretos com um R vermelho escandaloso no teto cercado por poucos Rockets

Eu:
- Agora! Claydol!

O Claydol em que eu estava montado carrega um Hyper Beam e dispara entre eles.

Rocket:
- Rápido! Revidem! Antes que ele carregue!

Eu:
- Espere um pouco, mas um pouco... AGORA VOCÊ!

Quando os Rockets se aproximaram, o outro Claydol que portava o sacerdote dispara, atordoando e separando os Rockets e acertando alguns. Com este pequeno espaço de tempo, nós pousamos, e então cada Baltoy se dirigiu aos furgões para protege-los enquanto os Claydols davam cobertura com um revezamento de Hyper Beans!

Rocket:
- Separem eles dos furgões!
Rocket:
- Não! Ataquem os mestres!

Os Baltoys revezavam entre si com protects, defendendo os furgões separando alguns Rockets ao focarem neles.

Sacerdote:
- Magcargo! Smoke Screen!

Eu:
- Growlithe! Venha para meu ombro!

Tudo fica entre fumaça e cinzas, e os Rockets saem da fumaça para que não sejam surpreendidos dentro dela, mas este foi o erro deles.
O primeiro que saiu se deparou com um Claydol, e levou um Hyper Beam.


Rocket:
- Vai Sevi...

Eu emerjo da fumaça e seguro a pokébola dele para que não abra.

Eu:
- Growlithe!

Growlithe pula sobre mim e solta um flametrower sobre o Rocket. Em fico em posição para que ela volte para meu ombro.

Eu:
- Isso garota!

Rocket:
- Aura Sphere!

Eu dou um salto para frente antes mesmo de ver o inimigo. Apenas pelo fato dele ter gritado ao meu lado, eu sabia a direção do ataque, afinal, eles acabaram de soltar o Pokémon, não há tempo para estratégia por enquanto.

Rocket:
- Lucario! Bone Rush!

Eu:
- Se segura! Não caia!

Eu com dificuldade, começo a me esquivar dos golpes de Lucario, no terceiro ataque eu me seguro nele impedindo muitos movimentos e assim acabando a onda, mas um tipo lutador não é fácil, e logo ele se soltou e me acertou com um chute.

Eu:
- Agora!

Meu pokémon já não estava mais no ombro, um ataque surpresa perto demais para o Lucario escapar! Acerto critico com um Flametrower, mas ele ainda estava de pé.

Rocket:
- Extreme Speed!

Eu:
- Volte!

Growlithe é acerto pelo Extreme Speed, e ainda no ar eu o mandei recuar para a pokébola.

Rocket:
- Já? Seu pokémon não é tudo isso!

Eu faço uma pose de lula para enfrentar Lucario no mano a mano.

Rocket:
- Você acha mesmo que pode derrotar-lo? kkk! Lucario! Close Combat!

Eu:
- Tsc! Isso vai doer!

Começo a luta, me defendendo e esquivando de alguns golpes e tomando outros, não dando um único golpe, até que lhe dou uma ombrada no peito

Eu:
- Você será meu escudo!

Meu Growlithe saiu de sua pokébola que joguei atrás dele no momento que o golpeei. Lançando um Flametrower contra nós! Lucario caiu por eu ter usado ele como escudo recebendo um segundo ataque critico por estar novamente sem defesa!

Eu:
- Hehe! Perdeu!

Rocket:
- Tra-Trapaceiro!

Avanço até ele e começo o meu discurso

Eu:
- Primeiro, deixar o seu pokémon apanhar por você é um ato covarde, você deve estar lado a lado com ele em qualquer situação. Segundo, você abaixou sua guarda, assim como seu pokémon, aprenda com esta derrota. Terceiro, ainda não acabou porque...

Perto dele, o soquei com vontade!

Eu:
- VOCÊS QUASE ME DEIXARAM SEM COMIDA! E agora estou com dor, muita dor...

Parte 7 - Avancem! Mostrem do que a Magma é feita!:

Rocket:
- Cacnea! Bullet Seed!

Grunt:
- Firefang!

Atrás de mim, um Cacnea se preparava para atacar-me pelas costas, e fui salvo por um dos Grunts sequestrados, o Sacerdote veio rápido para mim meio acabado e cheio de cinzas.

Sacerdote:
- Eu vi aquilo, você lutou mano-a-mano com um Lucario!

Eu:
- He, eu gosto de lidar com cães...

Sacerdote:
- Enfermeira Joy!

A enfermeira Joy estava à espera para se teleportar junto com um dos Claydols para emergências, desta vez o local dos sequestrados.

Enfermeira:
- Você esta bem?!

Eu:
- Estou, foram apenas alguns socos...

Sacerdote:
- Alguns socos? Foi um close combat de um Lucario!

Enfermeira:
- O que?! Você tem que fazer um diagnóstico agora.

Eu:
- Eu já disse que estou BEM!

Encaro a enfermeira Joy afim de intimidar-la, e deu certo. Ela não fez mais perguntas, e eu me levantei com a perna meio bamba, mas logo me ajeito e grito.

Eu:
- Aqueles que querem vingança aos que os sequestraram! SIGAM-ME!

Sacerdote:
- Reforços à caminho!

Sargento:
- Só mais um pouco Grunts! Magmortar! Houndoom! Incinerate!

Mais acima, ainda nas montanhas, o território esta totalmente envolto por uma fumaça branca, e sua fonte era um Torkoal. Um exuberante Ninetails fintava, dançava, aumentava a luz do sol para esbranquiçar ainda mais a fumaça e atrapalhar seus inimigos, e golpeava os Mr. Mime que fugiam de sua graça, pois não enchergavam nada além dos olhos e as pontas de suas caldas vagamente enquanto o mestre se fazia de isca para aproximar-los.

Agente
- A unica forma de nos encontrar é vindo até nós, já avisei. Poderes de localização psíquicos não funcionam dentro da fumaça de um Torkoal! Não vou deixar ninguém sair do meu inferno particular! A beleza de um verdadeiro Coordenador Pokémon!

Pontapés para lá, chamas para cá. Caudas, venenos, sementes, plantas, pedras, chamas, chamas e ainda mais chamas voando para tudo que era lado e nós defendendo nossos suprimentos, mas ainda por cima, apenas pelo gosto de vitória em esmagar um ataque da Rocket! Esta guerra estava ganha, pois lá não só os sequestrados como os que ainda estavam para chegar da Magma se juntavam à batalha se tornando uma gigantesca desvantagem numérica à Rocket! Nós vencemos à batalha!

Parte 8 - A despedida:

Enfermeira:
- Você realmente é duro na queda, sair apenas com alguns hematomas ao sair em um mano-a-mano com um Lucario. Qual é mesmo seu nome?

Eu:
- Ricardo Mikejvs, mas me chame de Mike e peço que lembre-se do meu nome!

Me levanto em meio a festa e algazarra que a Magma estava fazendo enquanto pegava os suprimentos! E grito para todos ouvirem!

Eu:
- Me tornarei conhecido por todos na Magma, como um grande mestre! Aliado com meus caninos, não haverá alguém para me deter!

Grunt:
- Vai lá garoto suicida!
Grunt:
- Ninguém te perguntou! AEEEEW!

Eu:
- Bebida por minha conta! :mal:

Grunt:
- NOSSO HERÓI!
Grunt:
- ESSE AI É FO**!
Grunt:
- PROMOVAM ESTE CARA!
etc.. etc.. etc...

Eu:
- Como é fácil ganhar elogios...

Sargento:
- Você é o criador pokémon que contratamos temporariamente não é mesmo? Gostaria de arrumar um emprego integral para ficar em nossa disposição oficialmente na nossa base?

Sacerdote:
- Nossa, adoraria!

Sargento:
- Passe mais tarde em meu escritório, verei o que posso fazer.

Eu:
- Olha só, arrumar emprego assim direto com um Sargento espancando Rockets não é para qualquer um em amigo!

Enfermeira:
- Se tudo der certo você passará a morar na base não é?

Sacerdote:
- Assim como você...

Eu:
- Iiiih, já vi que estou atrapalhando! Vou indo!

Agente:
- O cara da bebida esta fugindo!
Grunt:
- Pega este cara!

Eu:
- SAI FORA! :mal:

Corro para o caminhão dirigido à minha base e entro, logo vejo um velhinho caipirão no volante entornando uma cervejinha.

Eu:
- Sebo nas canela que estamos pra ser chumbado!

Motorista:
- Pode deixaaa!

Eu:
- Vix! O cara ta dirigindo no grau! A corrida vai ser boa!

Talvez eu demore de novo à entregar minha próxima missão já que não frequento muito o fórum e passo minha vida em busca do Entei, mas prometo que continuarei fazendo missões de alta qualidade como esta. ;D

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ~~> Base do Grunt Mikejvs <~

Postado por Yatogami em 25/12/2012, 21:22

{Administrador
avatar
Administrador
Mensagens : 2337
Data de inscrição : 02/04/2011
Idade : 17
Localização : Mar.

Trainer Card
Pokémons Pokémons:
Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus Insígnias,‬‬‍ㅤㅤㅤ Fitas e Troféus:
Bolsa Bolsa:
Ver perfil do usuário http://pokemassa.forumeiros.com/forum
Rank: S

Dinheiro: 10 Mil

M$: 10

Comentário:
~ Perfeitoe, continue assim que tu irás longe na Magma. ~

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ~~> Base do Grunt Mikejvs <~

Postado por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado
{

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:a
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
.